Decisões inteligentes: 2 dicas simples que podem ajudar você

Tempo de leitura: 3 minutos

Tomar uma decisão pode parecer algo um tanto quanto desafiador.

Acontece que a todo momento tomamos inúmeras “pequenas” decisões sem sequer nos darmos conta disso.

Ao acordar, você decide checar suas mídias sociais antes mesmo de sair da cama ou tem outro ritual? Ao chegar em casa após o trabalho, você vai sentar e assistir TV ou fazer outra atividade? Você por acaso faz ideia se tem tomado essas decisões de forma inteligente? (Leia também: Como saber em 10 minutos se você está tomando decisões inteligentes)

Normalmente, nas situações corriqueiras (ou seja, 95% do tempo), fazemos escolhas em questão de segundos e não costumamos estar atentos a elas. Muito menos ao papel que desempenham no que acontece de bom e de ruim no nosso dia.

Esse tipo de decisão faz parte de um padrão já incorporado no nosso cérebro e tem influência direta no nosso estilo e qualidade de vida.

Quer ver um exemplo simples?

Olhe ao seu redor. Por acaso você carrega uma garrafa de água com você durante o dia? Se sim, existe uma boa chance de você decidir por tomar mais água do que refrigerante ao longo do dia. Essa seria a sua decisão padrão. E nesse caso seria uma decisão muito inteligente.

O que acontece é que nem sempre os nossos padrões resultam nas melhores decisões. Um exemplo disso é quando você tem na sua cozinha ‘junk food’ à disposição. Ao chegar cansado do trabalho, é bem provável que você opte por algo mais “fácil” e menos nutritivo, mesmo tendo a intenção de comer comida saudável no jantar.

A parte boa é que isso pode ser modificado a qualquer momento. Claro, para isso você precisa dar um primeiro passo bastante simples e objetivo: querer a mudança! O segundo passo é tomar uma atitude.

Confira duas estratégias simples que podem ajudar você a tomar decisões de forma mais inteligente:

1. Torne mais simples para o seu cérebro

Parece mais difícil tomar uma decisão quando você tem muitas opções. Mesmo você sabendo de antemão que várias delas não são opções inteligentes. Diante disso, para que gastar mais tempo e ainda correr o risco de fazer uma escolha não muito assertiva?

Nossa dica é que você elimine essas má opções rapidamente. Quer manter uma alimentação saudável, por exemplo? Deixe o seu cérebro decidir entre comer uma banana ou uma maçã e elimine a coxinha da sua cozinha.

2. Cuide do seu ambiente

Prepare o seu ambiente de forma que ele favoreça a tomada de boas decisões. Lembra da garrafa de água te acompanhando durante o dia? Pois é. O mundo a nossa volta influencia a vida que levamos e os nossos hábitos.

No entanto, alguém foi responsável por organizar e dispor as coisas exatamente como estão hoje, antes de qualquer coisa. E existe alguém que pode mudar isso a hora que quiser: você.

Se você gostou do artigo, curta e compartilhe, pois assim saberemos que está sendo útil para você.

Para fazer download do PDF desse artigo, clique no link abaixo:

http://conteudo.owlnest.com.br/decisoes-inteligentes-2-dicas-simples-que-podem-ajudar-voce

Vem com a gente! Vamos criar um mundo com pessoas incríveis.

Owlnest Team – www.owlnest.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *