3 estratégias para você parar com a procrastinação e melhorar a sua vida

Tempo de leitura: 6 minutos

Pesquisadores alemães associaram a procrastinação a maiores níveis de estresse, depressão, ansiedade, fadiga e insatisfação.

Você sabia que superar a procrastinação pode melhorar significativamente a sua qualidade de vida?

Em um estudo publicado por pesquisadores da Johannes Gutenberg University Mainz, na Alemanha, a procrastinação foi associada a consequências mais sérias do que um simples atraso em uma entrega, por exemplo.

Foram avaliados 3127 indivíduos (1350 mulheres; 1177 homens) com idade entre 14 e 95 anos. Os pesquisadores observaram que a procrastinação estava relacionada aos mais altos níveis de estresse, depressão, ansiedade e fadiga. Além de uma menor satisfação pessoal.

O fato de postergar uma tarefa pode estar diretamente associada a perda do bem estar físico e mental. Além disso, pessoas que costumam procrastinar tendem a ser mais insatisfeitas com seu trabalho e até mesmo, a ganharem menos.

Inclusive, a maioria dos indivíduos que procrastinam com frequência apresentam uma performance abaixo do esperado no exercício das suas funções.

A procrastinação acontece por diferentes razões. Quanto mais você for consciente delas, mais você pode entrar em ação para evitá-las.

Confira nossas 3 estratégias simples para ajudar você a parar de procrastinar e ter uma melhor qualidade de vida:

1. Conheça a lei de Parkinson e use-a em seu favor

“O trabalho expande-se de modo há preencher o tempo disponível para sua realização.” C. N. Parkinson

Não seria fantástico terminar um relatório, ou qualquer outra atividade, com antecedência? Isso te daria a chance, inclusive, de finalizá-los com mais qualidade.

A chamada Lei de Parkinson foi publicada primeiramente em um artigo na revista The Economist (1955) e mais tarde reimpressa no livro Parkinson’s Law: The Pursuit of Progress [traduzido: A Lei de Parkinson: A Busca do Progresso], em 1958.

Em uma das suas aplicações práticas, podemos dizer que uma tarefa vai ocupar tanto tempo quanto for designado para ela.

Ou seja, se a data para você entregar um relatório é daqui um mês, a chance é gigantesca de que ele seja entregue por você apenas daqui um mês. E possivelmente tendo sido feito apenas um dia antes da entrega.

Ciente disso, você tem como usar essa Lei a seu favor. Uma ótima estratégia é você definir prazos significativamente menores que os de costume para a tarefa que deseja parar de procrastinar.

Vamos supor que você tenha estabelecido um quarto do tempo habitual. Isso possivelmente vai obrigar você a trabalhar muito mais focado, sem as enrolações costumeiras. Ou seja, o esperado é que você simplifique e finalize a atividade rapidamente, em um tempo que seria muito mais próximo do necessário para aquilo.

2. Quebre uma grande tarefa em tarefas menores

Um dos principais motivos que leva as pessoas a procrastinarem é olhar para uma tarefa que está por vir como algo muito difícil de ser realizado.

Essa sensação de ser um desafio muito grande pode fazer com que o indivíduo não se sinta capaz de dar conta do recado. A solução que ele encontra é deixar para depois o máximo que puder. Além disso não resolver nada, costuma agravar o quadro.

O tempo disponível depois é muito mais restrito para ele finalizar uma atividade para a qual já não se sentia preparado com um tempo mais flexível.

Um forma de evitar esse tipo de procrastinação é dividir essa tarefa em tarefas menores.

Comece reavaliando seus planos antes de dar o próximo passo. Nada de piloto automático. O que você estava fazendo até agora e que estava levando você na direção em que gostaria? E o que não estava?

Analise o que vale ser mantido e o que deve ser descartado. Tome novas decisões e entre em ação.

3. Enfrente seu medo

Você sabe o que precisa ser feito, apenas não consegue se ver fazendo aquilo. Nesse momento pode ser que você esteja diante de algo que te cause medo. Sim, o medo costuma estar relacionado a um certo tipo de procrastinação.

Digamos que você tenha que ligar para um novo cliente em potencial e essa seja uma tarefa que te deixe extremamente desconfortável. Você tem receio de como o diálogo vai seguir ou você não se acha bom o bastante em vendas. Em outras palavras, isso te causa medo.

A reação mais comum é você protelar essa tarefa o máximo que puder, independente do prejuízo que isso possa te causar. E estamos falando de dois tipos de prejuízo. O emocional, pela piora na autoconfiança e na autoestima. E o prejuízo profissional e financeiro, porque a oportunidade com um possível cliente pode ser perdida em questão de minutos.

A estratégia que sugerimos para você superar esses momentos nos quais se vê paralisado é muito simples. Vamos usar o exemplo acima e você pode aplicar com a tarefa que quiser.

Pare por três minutos, pegue uma caneta e um papel e divida em duas colunas.

Na coluna da esquerda anote qual o pior cenário caso você realize a atividade, ou seja, você faça a ligação. Na coluna da direita, escreva qual o pior cenário no caso de você enrolar para fazer a atividade, ou seja, não fazer logo a ligação.

Digamos que no caso de você fazer a ligação imediatamente, o pior que pode acontecer é você pode ficar um pouco nervoso e até mesmo gaguejar. Independente disso, a pessoa do outro lado pode estar no momento mais disposta possível para comprar o que você tem a oferecer.

E, se for esse o caso, a venda acontece mesmo que aquele não tenha sido seu melhor atendimento. É a oportunidade que esteve presente naquele exato momento. Nem um minuto depois.

Além disso, cada vez que você decide enfrentar seus medos, você dá um significado diferente para eles. Dessa forma, o poder que eles têm sobre você é cada vez menor.

No caso de você deixar o contato para ser feito no último minuto, a parte do nervosismo será muito semelhante à que você passou na outra situação. A grande diferença será que agora o momento de maior interesse do cliente passou.

Nessa hora, você não perdeu apenas uma oportunidade de ganhar uma comissão a mais. Você acabou de dar mais forças para aquele medo de falhar que existia dentro de você.

Pare com a procrastinação agora

As estratégias que explicamos são simples e você pode aplicá-las imediatamente, basta decidir.

Lembre-se: quem sempre aguarda o chamado ‘momento ideal’ para tomar uma decisão são os procrastinadores de plantão. Por isso, dê o primeiro passo tomando a sua decisão agora.

Se você gostou do artigo, curta e compartilhe, pois assim saberemos que está sendo útil para você.

Vem com a gente! Vamos criar um mundo com pessoas incríveis.

Owlnest Team – www.owlnest.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *