Saiba como melhorar seu relacionamento a dois

Tempo de leitura: 5 minutos

Quando conhecemos alguém novo, colocamos bastante energia no começo do relacionamento. O problema acontece quando entendemos que depois que o relacionamento ‘engrenou’, nosso empenho pode parar por ali.

O resultado disso é uma postura cada vez mais passiva dentro do relacionamento, onde esperamos que as coisas simplesmente vão se ajeitando naturalmente. Na verdade, as coisas não são bem assim. É necessário uma postura ativa, se você quer ter as rédeas do futuro a dois em mãos.

Como em qualquer outra área da sua vida, quanto mais você tiver claro qual o seu resultado desejado, maior a chance de você atingi-lo.

Isso significa que se você quer um relacionamento saudável e duradouro, deve estar atento às ações que vão te levar nessa direção. E também àquelas que vão te afastar do futuro que você deseja, para que você possa evitá-las ao máximo.

Nesse sentido, independente da postura que você planeje adotar na vida a dois, existem alguns pontos que você deve sempre se lembrar:

Não existe perfeição

As pessoas mudam. E aquela pessoa que você conheceu há um tempo atrás, por quem se apaixonou e achou que era perfeita para você, também muda. E você muda. Isso te faz questionar onde foi parar aquela combinação perfeita que você via lá no início.

A busca pela perfeição costuma fazer com que a gente perca ótimas oportunidades de nos sentirmos felizes com aquilo que já temos.

A partir do momento em que você abandona o conceito de perfeição e tira um pouco da visão romantizada criada em cima da pessoa, você está diante de um indivíduo com prós, contras e em constante mudança. Exatamente como você.

A diferença é que agora você é consciente disso, o que te traz uma grande vantagem. Agora você tem como lançar mão dos recursos necessários para tornar ou manter esse relacionamento (entre duas pessoas não-perfeitas) muito mais saudável.

Flexibilidade: a grande sacada

Flexibilidade é uma habilidade que pode ser desenvolvida por qualquer ser humano.

Qualquer desculpa do tipo “não consigo ser flexível” é uma crença que você mesmo está se impondo. Por isso, se esse for o seu caso, reflita um pouco se você não consegue ser flexível em determinada situação, ou se você não quer ser flexível nessa situação.

Ser flexível é uma decisão consciente e que você pode tomar nesse exato momento. Como qualquer outra decisão a respeito do nosso comportamento, ela será executada com mais facilidade, quanto mais for praticada no dia a dia.

Boa parte das pessoas vê flexibilidade como um ponto fraco, quando na realidade é o contrário. Inclusive, essa tem sido uma característica cada vez mais buscada dentro de empresas. Pessoas mais flexíveis costumam criar ambientes mais harmônicos. No relacionamento, o raciocínio é o mesmo.

Como ser flexível?

1. Ouça com atenção o que está sendo dito e o que está sendo deixado nas entrelinhas pela outra pessoa.

Você pode fazer perguntas, deixando de lado qualquer agressividade ou ironia no tom de voz,  para entender melhor o seu parceiro ou a sua parceira.

2. Seja proativo e não reativo

Agora que você sabe quais são os anseios do outro, você pode trabalhar de forma ativa e não reativa. Isso significa que você age antecipadamente para as coisas caminharem em uma determinada direção.

Quando nosso modo de ação é apenas reativo, agimos impulsivamente diante de um obstáculo que surge. A reatividade gera desavenças, estresses e brigas que drenam energia do que poderia ser o melhor dos relacionamentos.

3. Seja receptivo às críticas

Nada de agir na defensiva.

Independente de você concordar com uma crítica à seu respeito no momento em que ela é dita, não revide. Em um momento mais tranquilo, reflita sobre o que foi dito, sem levar em conta a forma que foi dito. E seja honesto consigo mesmo se aquele é um ponto que pode ser trabalhado em você.

4. Se adapte sem medo

Se existe algo em você que pode ser trabalhado e melhorado, faça isso sem medo. Fique atento a um detalhe, não estamos falando sobre mudar algo simplesmente para agradar alguém. Estamos falando de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

Devemos buscar nossa evolução contínua e devemos fazê-la por nós mesmos, primeiramente.

Tornar o relacionamento mais saudável, por exemplo, será apenas uma das ótimas consequências.

5. Mantenha o foco no resultado

Mesmo com todo empenho não quer dizer que as discussões não vão existir. A diferença é que, quando elas acontecerem, você vai lembrar de qual o seu resultado desejado ao entrar nela.

Para você é importante ter a sensação de que ganhou a discussão, independente dos danos causados? Ou, acima disso, entender melhor o outro, as suas necessidades e preservar o relacionamento? Isso é saber ser flexível.

Adotar uma postura flexível dentro do relacionamento dá a você uma chance muito maior de entender a mensagem corretamente e de se fazer ser muito melhor entendido. E uma boa comunicação é um dos principais pilares para um relacionamento saudável e duradouro.

Se você gostou do artigo, curta e compartilhe, pois assim saberemos que está sendo útil para você.

Vem com a gente! Vamos criar um mundo com pessoas incríveis.

Owlnest Teamwww.owlnest.com.br

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *